Novidades

Notícias

09/03/2022

Creral conclui obra do novo ponto de conexão com a RGE em Entre Rios do Sul

Compartilhe:

Com investimentos em novos equipamentos e a construção de uma rede compacta, a cooperativa conseguirá ampliar a carga de energia e atender uma solicitação do frigorífico JBS e dar mais qualidade na energia entregue aos associados da região.

Os associados da Creral na região de Entre Rios do Sul já percebem a melhora na qualidade da energia elétrica entregue pela cooperativa, pois no último domingo (06) foi concluída a obra do novo ponto de conexão com a RGE.

         O gerente técnico da cooperativa, Roberto Perin, explica que “essa obra teve início ainda no ano passado, e a conclusão da construção da rede foi em dezembro, mas para fazer a ligação do novo ponto de conexão, dependíamos de a concessionária fazer a vistoria e a liberação, como haviam tramites burocráticos, teve esse período de espera”.

         “Antes o ponto de conexão ficava a 1,5 km da subestação, e esse trecho, eventualmente, apresentava problemas, fazendo com que nossos associados ficassem com a energia em meia fase, ou ainda com interrupção total, mas agora com o novo ponto de conexão essas situações não devem mais ocorrer”, diz Perin.

         Foi construída uma nova rede compacta, que possui uma resistência maior em caso de queda de árvores e temporais, evitando desarmes por esses motivos. Também foi feito um novo ponto de medição com equipamentos novos e a instalação de um religador, bem próximo a saída da subestação da RGE no município.

         O vice-presidente da Creral, Umberto Toazza destaca que “com o ponto de conexão estaremos recebendo a energia na saída da subestação, o que nos garante qualidade, e a opção de termos um backup para quando houver algum tipo de defeito, a concessionária restabelecer rapidamente o fornecimento por outro alimentador disponível”. O dirigente informa também que o investimento realizado, também irá garantir o compromisso que a cooperativa tem com o frigorífico JBS de Trindade do Sul, que é um dos maiores consumidores de energia e necessitava do aumento de carga para ampliar suas atividades.

Compartilhe: